Qual a melhor forma de se relacionar com o seu cliente?

Muitos acreditam que a proatividade é o grande segredo para ter um bom relacionamento com cliente – mas, é importante salientar que somente esse atributo não se faz suficiente!

Logicamente a proatividade é fundamental, sempre, mas sem outros aspectos seus resultados podem acabar sendo drasticamente anulados quando se trata de construir um excelente sentimento de parceria com seus clientes e obter um relacionamento sólido e consistente.

Entrar em contato com seu cliente seja de qual forma for, para certificar seu contentamento com o produto ou serviço que ele adquiriu é algo válido (e que poucos fazem no final das contas, infelizmente), mas é preciso uma dose além dessa iniciativa para poder colher de fato bons frutos.

Quer saber como ter um relacionamento realmente consistente com sua base de clientes e colher resultados promissores para sua empresa?

Então continue lendo o artigo a seguir e entenda mais acerca desse aspecto e o que você deve considerar como boas práticas nesse quesito tão essencial para o sucesso de sua empresa. Confira.

Relacionamento com cliente – quais as formas de se relacionar com seu cliente de forma assertiva?

No decorrer desse artigo você terá a oportunidade de acompanhar algumas formas básicas e satisfatórias de conquistar um bom nível de aproximação com sua base de clientes – tudo em prol da fidelização e do sucesso.

Nível básico: o primeiro flerte! – esse é o nível inicial de qualquer relacionamento que você esteja disposto a conquistar junto ao seu cliente. Aqui o vendedor pode ser visto como um “tirador de pedidos” e nesse caso seus esforços não são aplicados absolutamente nas necessidades do cliente. O foco é fechar um bom negócio.

Nesse primeiro perfil, o vendedor não está focado em conhecer profundamente o cliente e nem mesmo obter um relacionamento de longo prazo, ou seja, logo após a venda se encerra qualquer relação.

relacionamento com cliente b2b

  • Nível reativo: uma paquera

Aqui ocorre de haver uma maior empolgação por parte do vendedor, pois ele logo percebe que o cliente em questão poderá ainda render bons frutos para sua empresa e agregar vendas no futuro.

O vendedor está sempre disposto a atende-lo quando for preciso e deixa à disposição seus contatos para estimular o cliente a falar com ele em caso de haver alguma duvida, dedicar elogios ou até expor algum descontentamento.

  • Nível responsável: no dia seguinte

Aqui o vendedor deixa claro que possui uma maior consciência acerca do seu papel como um bom consultor de vendas, dedicando a realizar um trabalho de pós-venda (mesmo que de forma mais sútil).

Ele procurar colher feedbacks acerca do atendimento, se algo pode ser feito para melhorar a experiência de vendas, se há qualquer reclamação ou elogio.

O problema é que geralmente, nesse nível, o processo para nesse estágio, ou seja, todas as informações que foram colhidas geralmente não são aproveitadas para agregar um prolongamento do relacionamento com o cliente.

  • Nível proativo: um namoro

Nesse nível, o vendedor dedica seus esforços a realizar um follow-up com sua base de clientes, entrando em contato de tempos em tempos.

Isso permite que se consolide uma tentativa de realizar um relacionamento, levando em consideração contatos de caráter esporádico – porém, sem grande aprofundamento. Isso novamente pode acabar deixando de lado as reais necessidades dos clientes.

Logicamente é um grande avanço, mas não é um fator que seja considerado suficiente!

  • Nível parceria: para valer!

Esse é, sem a menor sombra de dúvidas, o grande e oportuno marketing de relacionamento que poderá acarretar realmente os objetivos almejados, fazendo com que o cliente e a empresa se entendam e se conheçam de forma muito mais profunda e objetiva.

O ponto chave nesse nível é a percepção por parte do cliente de que a empresa está de fato preocupada e empenhada em conhece-lo melhor, bem como se importa com seus reais problemas e tem o desejo de descobrir as soluções que melhor se adequem ao que ele procura.

Isso é uma postura que não somente deve ser praticada na rotina de vendas, como também deve ser incluída nos valores e também na cultura da empresa de forma geral – ou seja, não é uma posição que compete somente ao time de vendedores ou ao atendimento ao cliente. É um fator que deve ser aderido por todos os envolvidos!

Para tornar isso possível, a posta de muitas empresas é recorrer ao uso de um bom sistema CRM, onde se torna possível manter todos os dados cadastrais e informações do cliente amplamente organizados, protegidos e de acesso facilitado.

Por meio de um sistema de CRM e empresa consegue organizar todo o histórico de conversas com seus clientes e ainda aproveitar para usar outras funcionalidades importantes, que poderão contribuir essencialmente para tomadas de decisão, funil de vendas, negócios, e demais atributos que contribuem com o sucesso!

Agora que você já sabe como considerar um bom relacionamento com cliente, que tal seguir essas dicas agora mesmo?

Leia Também…

Depois de ouvir seu cliente o que você faz?

Como fazer uma gestão empresarial?

10 Dicas para atingir metas de vendas

Como elaborar um pitch perfeito!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *