Recuperação Judicial em empresas, como gerir pessoas?

 

Você já ouviu falar em recuperação judicial em empresas? Substituindo a abertura de falência – antiga concordata – é um dos meios utilizados principalmente pelas grandes empresas para resolver suas contas e as colocar em dia a partir de certos ajustes.

Por ser um momento bastante crítico é comum, infelizmente, que pessoas sejam mandadas embora durante esta época. O corte de gastos e custos que são tidos como supérfluos também acontecem em busca de reequilibrar as contas e fazê-las fechar.

Quer entender mais sobre esse assunto? Quer conferir algumas boas dicas de como gerir a equipe de trabalho durante este acontecimento? Confira a seguir!

O que é recuperação judicial em empresas?

Recuperação judicial em empresas é quando um determinado empreendimento recorre à justiça e solicita auxílio visto que já não consegue mais pagar as suas contas – credores e funcionários, principalmente.

É ainda a opção para que o negócio não declare falência levando de dezenas a milhares de trabalhadores direto para a rua.

7 Dicas de como gerir a equipe de trabalho em meio à recuperação judicial em empresas:

Agora que você já sabe o que é recuperação judicial em empresas e tem consciência de que a gestão nesse período pode estar bastante sobrecarregada tanto para os funcionários quanto para os responsáveis de departamentos – como o de Recursos Humanos – aproveite para conferir dicas que possibilitam a continuidade dos trabalhos de um jeito mais dinâmico. Veja:

recuperação judicial em empresas

  1. Faça um bom e detalhado planejamento

O primeiro passo para conseguir manter o funcionamento da empresa mesmo em meio a recuperação judicial em empresas é investindo em um bom, completo e bastante detalhado planejamento.

É preciso reestruturar o negócio para que ele não venha a falir, não é mesmo? Porém, como isso é possível no fim das contas? Com certeza o passo inicial é ancorando ações e estratégias nos últimos dados e trabalhando com expectativas reais! Dê atenção a essa primeira dica!

  1. Analise o perfil dos funcionários com mais atenção

Infelizmente, é comum que durante o processo de recuperação judicial em empresas seja necessário realizar alguns cortes incluindo no pessoal. Apesar de ser ruim tanto para quem é mandado embora quanto para quem o faz, é preciso aplicar certa estratégia aqui também.

Além de considerar questões como tempo de casa, é primordial que o Recursos Humanos da empresa observe o perfil pessoal de cada colaborador a fim de escolher manter aqueles que são mais pacientes, mais proativos e que mais vestem a camisa do negócio, por exemplo.

  1. Tenha calma e transpareça segurança

O momento com certeza não é um dos melhores, entretanto cabe aos gestores do empreendimento se mostrarem fortes e seguros, confiantes de que os tempos melhorarão, para que os colaboradores consigam relaxar um pouco a fim de que trabalhem mais e conquistem melhores resultados.

Afinal, ninguém merece trabalhar pensando “será que hoje é o meu último dia ou semana como funcionário desta empresa?” entre outros.

  1. Utilize meios oficias de comunicação

Com certeza a rádio peão está correndo solta e pode ter certeza de que se o Recursos Humanos pediu a demissão de dois funcionários, do outro lado da empresa já corre a fofoca de que foram 20!

Para não ter e ver um alvoroço desnecessário, é importante manter a pleno vapor um meio – um veículo – oficial para a comunicação. Pode ser um jornal interno, uma página na intranet ou até mesmo um mural. Use a criatividade!

  1. Motive os colaboradores cotidianamente

A situação e o clima com certeza já não são dos melhores, porém você sempre tem a possibilidade de apaziguar as coisas, mesmo dentro de uma recuperação judicial em empresas criando motivos para que os funcionários permaneçam motivados e dispostos ao trabalho.

Manter as políticas de elogio e reconhecimento em dias assim contribuirá com o estreitamento da relação empresa x empregado, algo que ajudará o negócio a dar uma verdadeira reviravolta.

  1. Faça reuniões com os funcionários sempre que necessário

Uma das coisas que mais desmotivam a equipe e a fazem ficar mais dispersa é a falta de informação, por isso, além de investir em canais oficias, é importante ainda programar algumas reuniões esporádicas para relatar como as coisas estão indo dentro da empresa.

Essa atitude é um verdadeiro exemplo de gestão de pessoas, visto que mostra exatamente o quanto o gestor e a empresa como um todo se preocupam com cada um dos colaboradores.

  1. Comemore bons resultados

Por fim, não menos, mas talvez o mais importante de tudo o que foi abordado aqui, crie uma rotina de comemoração de bons resultados e chame o chão de fábrica para comemorar junto por essa conquista – seja ela qual for.

Infelizmente, em momentos assim de recuperação judicial em empresas, quando acontece algo bom apenas a alta cúpula é beneficiada com comemorações, um grande equívoco!

 

Colocado este passo a passo em prática, basta focar em bater metas e conquistar resultados e pronto! A recuperação judicial em empresas passa a ser sentida de uma forma muito mais leve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *